X

0 Comentários

Artigos

É preciso coragem

Câmera clara 108

Por Luiz Joaquim | 05.05.2008 (segunda-feira)

Numa olhadela rápida entre os longas-metragens de ficção em competição no 12° Cine-PE – Festival do Audiovisual (encerrado ontem, dia 4 de maio), vemos que alguns filmes brigam isolados por troféus específicos entre as obras de ficção, que são apenas quatro aqui: “Bodas de Papel”, de André Sturm, “Nossa Vida Não Cabe Num Opala”, de Reinaldo Pinheiro, “Ouro Negro”, de Isa Albuquerque, e “Simples Mortais”, Mauro Giuntini. A questão é que algumas dessas categorias – tais como melhor ator (e coadjuvante), atriz (e coadjuvante), direção de arte – ficam restristras a estes filmes. E como esta safra demonstrou-se fraca em todos esses elementos, a premiação pode nos parecer equivocada, mas a razão, pensando bem, é pela falta de opção mesmo. Se bem que, o júri oficial tem total autonomia para determinar a não-premiação de uma categoria se achar que não viu concorrente merecedor para tal troféu, no caso a ‘Calunga’. E há ainda chance de um júri entender (ou mal-entender) que prêmios para roteiro e trilha sonora não possam ir para documentários e deliberá-los exclusivamete para as quatro ficções. Reações como a de evitar dar o prêmio, entretanto, são raras, pois causam desconforto com o corpo de juízes e com o próprio evento. Mas é preciso ter coragem.

————–
Riofan
Segue até domingo a primeira edição do Riofan – Festival de Cinema Fantástico do Rio de Janeiro. O filme “Diário dos Mortos” (Diary of The Deads, 2008), novo do mestre George Romero, abriu o evento no imperioso Cine Odeon, na quarta-feira passada. “Diário…” vai ser distribuído no Brasil pela Imagem Filmes. O Riofan ainda fez, na quinta-feira, uma homenagem a José Mojica Marins, que foi ao Rio trechos inéditos de seu “A encarnação do demônio”. Outras infos em (www.riofan.com.br).

—————
Guarnicê
Lula Gonzaga informa que a animação de 12 minutos chamada “Desenhando Culturas”, realizada por 38 jovens do bairro de Santo Amaro foi selecionado para mostra oficial do Festival Guarnicê de Cinema do Maranhão. A filme nasceu do projeto socal ‘Pacto pelo Vida’, tocado pela Fundarpe.

—————–
Em Paris
Começa dia 7 e segue até 27 de maio o 10° Festival de Cinema Brasileiro de Paris, e lá estarão dois representantes de Pernambuco: “Deserto Feliz”, de Paulo Caldas; e “O Coco, a roda, o pneu e o farol”, de Mariana Fortes.

——————-
Na Holanda
O documentário “Loucos de Futebol”, do cearense Halder Gomes (foto acima), será exibido na 4a. edição do “Latin American Film Festival”, que inicia nesta quarta-feira (7), na cultural e histórica cidade de Utrecht, Holanda. O filme faz parte da competitiva oficial ao lado de “Tropa de Elite” e “O Passado”, além de “Amores Brutos” e outros.

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade