X

0 Comentários

Reportagens

UCI/Kinoplex inaugura XPLUS Laser em Pernambuco

Um novo tipo de imersão sonora cinematográfica.

Por Luiz Joaquim | 21.04.2018 (sábado)

Um burburinho circulava pelo Recife/Olinda há vários meses sobre o novo investimento que a join-venture entre as redes exibidoras UCI e o Grupo Severiano Ribeiro (GSR), com a marca Kinoplex desta última, estava aplicando no complexo do Shopping Tacaruna (situado na divisa entre Recife e Olinda).

Há quatro meses, o CinemaEscrito começou a buscar informações mais detalhadas sobre a novidade com a UCI, mas a empresa resguardou-se para fazer o pronunciamento oficial sobre as novas salas de cinema em Pernambuco apenas quando estivesse muito próximo de sua inauguração.

E chegou a hora.

Nos primeiros minutos da próxima quinta-feira (26), mais precisamente à 0h01 da madrugada deste dia, acontece a sessão inaugural da sala XPLUS Laser, com acesso apenas para convidados do filme Vingadores: guerra infinita, de Anthony e Joe Russo. No dia 17 de maio, fãs do filme Deadpool (2016) poderão conferir a sequência do filme estrelado por Ryan Reynalds na nova mega-sala do Shopping Tacaruna, com suas 338 poltronas batizadas de superseat.

O conceito por trás da superseat ressalta seu encosto reclinável, uma maior largura entre os braços, braços individuais, localização inteligente distribuída em toda a sala em relação a tela, e o que a empresa chama de love seat, com o braço podendo ser levantando, deixando o assente com o conforto de um sofá.

Além da XPLUS, a join-venture também inaugura outra sala no formato stadium – com disposição de assentos (serão 317) em degraus com altura confortável para que a cabeça do espectador na fila da frente não atrapalhe a visão (as oito salas atuais do Shopping Tacaruna, inauguradas em 1998, são no mesmo nível, apenas com pequeno declive.

Sobre as antigas salas neste shopping, a UCI lembra que sua área contará com seu foyer reformado com videowalls, nova bombonière, e os cinemas recebendo novas poltronas.

Mas a coqueluche mesmo fica com a sala XPLUX Laser. O ‘Laser’ diz respeito a projeção. A sala será a primeira do Nordeste a trabalhar com uma projeção a Laser. E o que isso significa: a UCI explica que as cores serão visivelmente “mais vibrantes, assim como o contraste profundo e o brilho intenso” (o CinemaEscrito destaca, porém, que, conforme seja a proposta do filme, ‘brilho intenso’ não é algo positivo). Tudo isso com qualidade de resolução 4K (que os recifenses já conhecem por ocasião da reabertura do Cinema da Fundação Joaquim Nabuco em 5 de julho de 2013).

Com assinatura arquitetônica própria da UCI, a XPLUS vai impressionar o frequentador que acessá-la pela primeira vez (e na segunda, terceira…) também pela dimensão da tela. A empresa anuncia quase 100 m2 de área útil (e não 100 metros de altura entre o chão ao teto como foi divulgado).  Para o leitor uma ideia, em termos comparativos, nossa habitual referência de tela grande é de 60 m2.

Mas, o que possivelmente não sairá da cabeça do espectador que experimentar a XPLUS é a distribuição do som pelo ambiente. A XPLUS inclui em sua estrutura a assinatura de som Atmos da Dolby. A plataforma foi inaugurada em 2012 com a animação Valente.

Esqueça o que você entende como mais impressionante para o som no cinema. Esqueça o Dolby 7.1. com o Atmos, que inclui duas fileiras de caixas acústicas no teto do cinema e, com elas, cada efeito sonoro pensado pela produção do filme será intensificada para a percepção do público.

A UCI divulga que cada efeito de som “é desenhado como um item individual dinâmico. São 54 caixas de som localizadas… com até 128 deslocamentos simultâneos de objetos sonoros, o sistema cria a ilusão de um campo de som infinito ao redor do espectador”.

Com a inauguração da XPLUS no Recife/Olinda, a empresa soma 11 salas distribuídas em oito cidades do Brasil com a tecnologia. Vale registrar que são poucas salas no mundo compatíveis com a tecnologia. Para conferir, basta acessar o site oficial da Dolby.

EM SÃO PAULO – A festa nesta semana promovida pela UCI não será apenas na capital pernambucana. A rede celebra a chegada na região leste de São Paulo a primeira sala 4DX e a única do país com efeito de neve (!!).

A tecnologia faz cair, literalmente, flocos de gelo no público. O espaço terá 112 lugares, com as poltronas se movimentando em várias direções acompanhando os efeitos especiais dos filmes. As sensações proporcionadas passam por vibrações, como se estivesse num vendaval, com neblina, bolhas de água, aromas, além do efeito tempestade. Para quem quiser sair seco da sessão, é desligar a opção ‘water’.

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade