X

0 Comentários

Reportagens

Morre Arlindo Gusmão

O ‘vendedor de fantasias’ tratava-se contra a diabetes e faleceu nesta madrugada, enquanto dormia.

Por Luiz Joaquim | 05.04.2019 (sexta-feira)

– na foto acima (dez.2018), de Jan Ribeiro, a então secretária de Cultura de Pernambuco, Antonieta Trindade, a então presidente da Fundarpe, Márcia Souto, e a secretária de Cultura do Recife, Lêda Alves, entregaram o troféu Fernando Spencer para Arlindo Gusmão. 

Faleceu hoje (5) o programador, distribuidor e produtor pernambucano Arlindo Gusmão, aos 88 anos. Gusmão, que tratava-se contra a diabetes, adormeceu ontem à noite para não acordar na manhã de hoje. Informações sobre o velório ainda serão divulgadas.

Arlindo Gusmão era um homem apaixonado pelo cinema e vendeu fantasias cinematográficas por mais de 50 anos (desde 1952), tornando possível com o seu trabalho, de Curitiba ao Amazonas, que diversas gerações pudessem conhecer dezenas de filmes que nos marcariam para sempre.

Em dezembro de 2018, o distribuidor foi homenageado pela 20ª edição do FestCine, no Cine São Luiz (Recife). Na ocasião, noite de 3 de dezembro, Gusmão declarou emocionado:

“Neste momento, estou aqui representando um segmento do ramo cinematográfico que é o elo entre o produtor e o exibidor, que é a distribuição. Nós fazemos a ponte da comercialização, a parte da revisão e temos que entregar o filme no local e hora exata. Acredito que represento uma classe que está extinta, mas que é muito importante. Eu estive presente na inauguração do São Luiz e agora estou de volta como homenageado, por isso, gostaria de agradecer “.

O leitor pode conhecer um pouco mais sobre a história e trajetória de Arlindo Gusmão em reportagem feita em 2007, clicando aqui.

A Arlingo Gusmão o CinemaEscrito dedica todo o seu respeito e profundo agradecimento.

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade