X

0 Comentários

Off Topic

Geometria em movimento

Exposição de Emanoel Araújo no Recife

Por Luiz Joaquim | 18.10.2000 (quarta-feira)

Emanoel Araújo é mais conhecido pela competência com a qual conduz, desde 1992, a diretoria da Pinacoteca de São Paulo, uma das instituições museológicas mais importantes do País. Para se ter uma idéia da força de seu nome, é suficiente saber que Araújo é um dos que está por trás da vinda da mostra de Rodin ao Recife, com abertura marcada para sábado no Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães. Mas não são apenas as obras perfeitas do pai da escultura moderna que o curador traz a Pernambuco. A partir das 20h de hoje, é possível conhecer o Emanoel Araújo artista plástico. Ele está colocando em exposição 20 de suas criações, dividas em três séries – relevos, esculturas e litografias – até 25 de novembro na galeria Amparo 60.

A fama obtida pelas curadorias que vem promovendo com competência, como a mostra Brasil 500 que ocupou o Parque Ibirapuera há alguns meses, não é suficiente para obscurecer o prestígio de criador construtivista e minimalista que habita em Araújo. Um enamorado da arquitetura, ele pensa em termos geométricos, mas sem ser frio, sem ser matemático. Seus traços buscam o desequilíbrio. O desarranjo da simetria.

Tanto nas esculturas (três grandes e quatro pequenas) quanto nos relevos (cinco de 1,10 x 1,60 metros, e quatro de 2,10 x 0,50 metros) Araújo quebra os planos e monta ângulos que interferem na apresentação das composições. Assumidamente mais sucinto na utilização de cores, o artista faz a combinação apenas do vermelho e/ou do preto nas esculturas; que harmonizadas com os cortes, desafiam o equilibro e acabam por sugerir a representação do movimento. “A escultura dialoga com o espaço que ocupa; quanto maior a peça, mais bem aplicada sua intervenção” explica Araújo que vem trabalhando em uma nova obra, de oito metros, encomendada para a Embaixada do Brasil em Berlim.

Nos relevos, Araújo utiliza-se da textura da madeira para denotar a ancestralidade afro-brasileira. “As tonalidades clara e escura que o pinho de riga oferece me servem para representar escarificações, sempre presente nas expressões africanas como marcas tribais”, diz. Seu interesse pela legitimidade artística do negro foi ampliada quando visitou a Argélia na década de 70. Antes da experiência, Araújo produzia uma arte figurativa de cunho ativista, centrada na militância política.

Com obras apresentadas em vários países – Estados Unidos, Japão, Cuba, Chile, Nigéria e outras nações da Europa –, o artista plástico vem engrossando o leque de produções denominadas de neo-africanismo. “A idéia é dar o devido sentido de importância à arte popular; diferente da tradicional conotação folclórica, artesanal; e desmistificar toda a perversidade atribuída à cultura do negro e reaproveitá-la, quase como que um pedido de desculpas”.

NOVAS EXPOSIÇÕES – Incomodado com a máxima de que o brasileiro não conhece a si próprio, o artista dá espaço para o curador e Emanoel Araújo já planeja duas novas audaciosas mostras. A primeira vislumbra o acervo pessoal do falecido poeta baiano Odorico Tavares. São obras literárias raras agregadas às peças de Portinari e Di Cavalcanti que devem ganhar exposição em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A segunda, inicialmente intitulada de Civilização do Nordeste, quer mostrar, como num grande espiral, a evolução dos ciclos artísticos do Ceará, Pernambuco, Alagoas e Bahia, nos últimos três séculos. “Quero destacar a importância dos artistas nordestinos que sofreram influência modernista. Parar de bater na mesma tecla da Semana de 22 e trazer à tona, por exemplo, a fotografia de Lula Cardoso Ayres, um tesouro muito pouco estudado, assim como as obras de Emílio Cardoso Ayres”. Araújo conta que a intenção é transportar a história artística do Nordeste para o Parque Ibirapuera, onde deve ocupar uma área de 12 mil metros quadrados.

Serviço
Abertura da exposição de Emanoel Araújo, às 20h na galeria Amparo 60. Av. Domingos Ferreira, 92A Boa Viagem. Em cartaz até 25 de novembro. Fone: 465.4050.

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade