X

0 Comentários

Artigos

Febre da alta definição

Câmera clara 73

Por Luiz Joaquim | 09.07.2007 (segunda-feira)

O recente anúncio da Warner Bros que iria investir na introdução da nova tecnologia de alta definição para home-vídeo – o Blu-Ray e o HD-DVD – para o mercado brasileiro é apenas um reflexo do que já acontece no mundo. A ação é uma maneira de dar acesso às pessoas comuns uma melhor experiência no campo audiovisual mas é também um dos sinais da interminável capacidade do mercado alimentar os desejos do consumidor e gerar mais lucro. O que deve acontecer em breve, com a chegada na praça de filmes home-vídeo em alta definição é que, mal tendo se popularizado o DVD-Player, todo mundo vai querer comprar ter seu aparelho HD-DVD ou Blu-Ray em casa. E a temperatura da febre pela alta-definição, já iniciada com as TVs LCD e HD-Ready vai aumentar. O que será então das dezenas dos discos DVDs que os colecionadores já possuem? Vão para os mesmos lugares para onde foram as fitas de VHS? Veremos. Bom mesmo é começar a economizar, uma vez que toda nova tecnologia tem sempre o preço salgado.

——————
Pernambuco
Amanhã, às 20h na Sala Fernando Spencer, no Cine Rosa e Silva, será aberta uma sessão de cinema em comemoração aos 68 anos da AABB, exibindo três curtas de Spencer (“Capibaribe”, “Trajetória do Frevo” e “Capiba, ontem, hoje e sempre”) além do média-metragem “A ilha de Ausência Azul” (40 min.), de Júnior Aguiar. Juntos, os filmes formam um tributo a Pernambuco. Ao final do evento, só para convidados, Spencer receberá homenagem no local.

———————-
Cineclube
Boa notícia. O Cineclube Casarão está de volta. E começa às 19h de hoje exibindo no escritório do deputado Pedro Eugênio – Rua do Futuro, 14, Graças – o ótimo “Notícias de Uma Guerra Particular” (56 min., 1995), de João Moreira Salles e Kátia Lund. Com entrada franca e periodicidade de um filme por mês, a curadoria do cineclube continua com Carol Ferreira, também responsável pela sala Fernando Spencer, no Cine Rosa e Silva.

——————–
Animação
Os “Ratatouille” da vida que se cuidem, o Núcleo de Animação das Faculdades Barros Melo (Aeso) está ampliando seus tentáculos pelo planeta. O grupo foi o único da América Latina a ser selecionado para o 34º Festival Siggraph, na Califórnia (EUA), considerado um dos mais prestigiados do mundo no campo da digitação gráfica. Cerca de 25 mil pessoas acompanham a mostra patrocinada pela DreamWorks, Sony e HP. O desafio aqui, a ser encarado pelos animadores da Aeso – Pedro Augusto, Leonardo Domingues e Antônio Farias Neto – será produzir, durante o evento, por 32 horas ininterruptas, uma animação de no mínimo 15 segundos. Boa sorte.

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade