X

0 Comentários

Artigos

Suicídio

Câmera Clara 76

Por Luiz Joaquim | 02.09.2007 (domingo)

A resenha da coluna hoje apenas tangencia a questão cinema, isso porque o mote é a notícia que correu o mundo na segunda-feira passada, informando que o ator norte-americano Owen Wilson, 38 anos – mais reconhecido do público pelas recentes comédias – havia tentado cometer suicídio. Wilson havia combinando o consumo em dose excessiva de relaxantes após ter cortado os pulsos na manhã do domingo, 26 de agosto. Essa atitude deprimente não combina com a imagem que temos do ator, sempre divertido, fazendo a massa rir por meio de situações bobas nas produções que atua. Ao saber da notícia, a primeira pergunta que nos vem à cabeça é: como e por que uma figura tão bem sucedida chega a esse ponto? Entre possíveis respostas, há quem acuse o ator Steve Coogan (“A Festa Nunca Termina”) de ter introduzido Wilson no mundo pesado das drogas (acusação já refutada por Coogan), tendo daí Wilson sendo conduzido à dependência e depressão profunda. Contam que o conturbado rompimento, em junho, com a ex-namorada Kate Hudson (que conheceu nas filmagens de “Dois É Bom, Três É Demais”, 2006) teria impulsionada a depressão do ator, que será visto em breve no filme “The Darjeeling Limited” (sem data de estréia no Brasil). Wilson estava atualmente filmando Tropic Thunder, dirigido por Ben Stiller, e escalado para duas outras produções. Resta acompanhar o desdobramento da recuperação de Wilson e torcer para que ele não sofra preconceitos, tão comum, nos estúdios para quando eles pensarem num nome interessante para compor um elenco.
———————

Santiago
Recife finalmente tem data para estréia do novo filme de João Moreira Salles, “Santiago”. É no dia 14 de setembro, no Cinema da Fundação. Para quem ainda não sabe, “Santiago” é o resgate realizado neste ano, feito por Salles de um filme seu rodado há 14 anos, sobre o erudito mordomo que serviu sua família por mais de 30 anos. É um dos melhores documentários da última safra. Imperdível.
———————-

Hungria
O curta-metragem Pernambuco “Eisenstein”, de Leonardo Lacca, Tião, Raul Luna, foi selecionado para o 4° CineFest, festival que acontece na Hungria iniciando dia 16. O filme dessa rapaziada competente foi o único brasileiro selecionado para o evento, junto ao experimental “Alphaville 2007 d. C.”, de Paulinho Caruso. Mais info no site www.cinefest.hu
——————

Filme de graça
Merece ser mais divulgada a iniciativa da Fundação Joaquim Nabuco (Recife) que libera a entrada totalmente de graça para professores, da rede pública e privada, nas sessões que acontecem toda quarta-feira no Cinema da Fundação. Para ter o acesso liberado, basta apresentar na bilheteria alguma documentação comprobatória que o usuário leciona em alguma das instituições mencionadas. O nome da promoção chama-se “Bossa Mestre”.

———————
comentários, críticas e sugestões para ljoaquim@yahoo.com.br

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade