X

0 Comentários

Artigos

Ainda CineOP

Câmera clara 112

Por Luiz Joaquim | 20.06.2008 (sexta-feira)

Ainda sobre o CineOP – Mostrade Cinema de Ouro Preto, pode-se dizer que está ali um exemplo de validação para um evento cinematográfico. Falando mais objetivamente, quero dizer que saiu-se de Ouro Preto com a sensação de que ali ocorreu em encontro essencial para o cinema brasileiro de hoje. No só pelo quesito técnico, com a criação da Associação Brasileira de Preservação do Audiovisual (ABPA), com também na questão da discussão estética, revendo as proximidades e diferenças entre a obra de Glauber e Sganzerla. Nos dois aspectos em foco neste 3° CineOP transpirava mesmo uma revisão e ação em torno destas duas pautas esquecidas. A articulação ficou ainda mais validada com a presença do secretário do Audiovisual, Silvio Da-Rin, acenando positivamente para a criação da ABPA e desejando que a restauração seja uma bandeira de sua gestão. Poucos festivais, diga-se de passagem, foram tão frutíferos quanto este CineOP. Registro porque nem só de má notícia vive o jornalismo. Parabéns a Universo Produção, produtora do evento.

———————
OP
Mostras de cinema no interior de Minas Gerais são bem peculiares, ou melhor, seu público o é. Tanto em Tiradentes quanto em Ouro Preto, a platéia é bem jovem e como se não bastasse os almofadões com os quais eles vêem as sessões deitados no chão, muitos deles levam comida em ‘tapauer’ para o cinema.

————-
Brasis
A Secretaria do Audiovisual divulgou os novos selecionados da nova edição do “Revelando os Brasis”. Foram 40 moradores de pequenas cidades (com até 20 mil habitantes), os contemplados que farão oficinas de formação e realização audiovisual. De Pernambuco estão Charles Deodato do Nascimento, do município de Casinhas, com “Passarelas (Ou Uma História de Carnaval)”; e Genaldo de Souza Barros, de Iati, com “O Baque da Zabumba Centenária Contra o Tic-Tac do Tempo”.

——–
Direitos Humanos
A 3á Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, promovida pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos recebe trabalhos audiovisuais para análise de sua curadoria. O evento é voltado a obras finalizadas a partir de 2005 cujo conteúdo contemple aspectos relacionados aos Direitos Humanos. Não há restrição quanto à duração, gênero ou suporte de captação/ finalização. Cópias em DVD, acompanhadas de sinopse, ficha técnica e contato, devem ser encaminhadas até 31 de julho para : 3á Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul ,Cinemateca Brasileira / Núcleo de Programação Largo Senador Raul Cardoso, 207/CEP: 04021-070, São Paulo, SP.

————-
Cursos
O Centro Audiovisual Norte-Nordeste (Canne) abriu, até 10 de julho, inscrições para os cursos de Finalização de Som e Cenografia. O primeiro tem como facilitador Armando Torres, desgner de som de filmes como “Tropa de Elite” e “Lavoura Arcaica”. O segundo trará Carlos Arthur Liuzzi, que trabalhou com Neville de Almeida e Ana Maria Magalhães.Para se inscrever, é precisso enviar uma carta de intenções e seu currículo para (canne@fundaj.gov.br) ou (canne.fundaj@gmail.com). Mais info em (www.canne-fundaj.blogspot.com).

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade