X

0 Comentários

Artigos

João Sampaio

Nem no mais triste dos pensamentos…

Por Luiz Joaquim | 05.05.2014 (segunda-feira)

Nem no mais triste dos pensamentos imaginava um dia ter de registrar a perda de um colega tão querido, tão competente e necessário na história contemporânea do cinema brasileiro. Sempre pautado pelo seu humor refinado e pela alegria, o jornalista e crítico de cinema do jornal A Tarde, de Salvador – que faleceu às 6h05 da sexta-feira, vítima de um ataque cardíaco quando era levado ao Real Hospital Português (ele estava no Recife cobrindo o Cine-PE) – representava o que há de mais coerente nesta nossa profissão. Era assim porque João, atuando há 21 anos como crítico de cinema, simplesmente amava o que fazia. Mais do que isso, seu entusiasmo era contagiante e engrandecia todos os debates com sua objetividade, clareza e sagacidade. O cinema fica menos inteligente sem João Sampaio.

Phoenix
Joaquin Phoenix fechou um acordo para estrelar o novo filme de Woody Allen,cuja filmagem inicia em julho. Como de costume não há muitas informações sobre o novo projeto do diretor novaiorquino. Apenas desconfia-se que deverá seguir o mesmo espírito de suas obras recentes.

João em filme
Em 2011, João Carlos Sampaio esteve no Cine-PE não apenas como jornalista, mas brilhou nas tela do Teatro Guararapes dando o depoimento como um especialista em música no curta-metragem “MPB: A História que o Brasil Não Conhece”, um falso documentário de André Moraes. Junto a Sampaio, contavam mentiras engraçadas Caco Ciocler, Jairzinho,Iggor Cavalera, Sergio Mallandro e Simoninha, entre outros.

em filme 2
Há ainda outro filme, inédito, com o crítico João Sampaio atuando. É o longa “Pimentípolo-deneva”, do também jornalista Zé José (Eduardo Souza Lima). Nele, Sampaio comicamente é um oficial do alto escalão do comissariado cubano fazendo pose e discursos com sua barba grossa e seu inseparável charuto.

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade