X

0 Comentários

Artigos

Cinzando

Não há pudor nos comentários femininos nos cinemas

Por Luiz Joaquim | 09.03.2015 (segunda-feira)

Para quem duvida que ir ver “Cinquenta Tons de Cinza” nos cinemas se configura mais num evento muito particular, diferente daquele hábito clássico de “pegar um cineminha”, basta ir a qualquer sessão do filme em cartaz. Numa delas, semana passada no UCI/Kinoplex do shopping Plaza, a mulherada não se intimidava, por exemplo, em comentar, às vezes gritando, as cenas mais picantes. Por exemplo: “Êita, que bunda seca de mãe!”, quando o protagonista aparece nu, de costas, pela primeira vez. Ou, “Tá com uma p****, ela num era virgem agorinha?!?”, para a cena em que o protagonista faz sexo com Anastasia pela segunda vez na mesma noite. Ou ainda, o elogio que só nordestino talvez entendam: “Christian Grey, seu triste!!”, quando o galã vai pegar a mocinha em seu helicóptero. É divertido.

Tiradentes-SP
A Mostra de Cinema de Tiradentes, que a Folha de Pernambuco cobriu com exclusividade em janeiro, ganha sua versão itinerante – pelo terceiro ano – iniciando 17/03 em São Paulo. Segue até dia 22, exibindo 12 longas, 17 curtas, com três debates e duas oficinas na programação.

Apolo
Após um período com sessões interrompidas, o Cine Apolo (Rua do Apolo, 121, Bairro do Recife) volta a projetar filmes hoje. E chega com a boa programação de duas obras fortes. De hoje até quarta-feira a sala projeta “Amar, Beber e Cantar”, último filme dirigido pelo mestre Alain Resnais (sessão às 17h); e “Corações de Ferro” (foto, sessão às 19h), que ficou pouco tempo em cartaz nos multiplex. Os ingressos custam a bagatela de R$ 4 (meia, R$ 2).

Nicholson
Semana passada as redes sociais comentavam que Jack Nicholson (77) estaria em grau avançado do Mal de Alzheimer. Pois bem, dia 2 de março, Nicholson foi a um jogo de basquete e conversou com a TMZ (www.tmz.com) e brincou sobre seu time do coração. A notícia da doença era falsa, tendo sido divulgada pela revista “Star”.

Escaravelho
Clássico da literatura juvenil no Brasil, “O Escaravelho do Diabo”, de Lúcia Machado de Almeida (lançado pela Série Vaga-Lume em 1972), vai chegar aos cinemas. Com direção de Carlo Milani, e produção da Dezenove Som e Imagem, o projeto teve as filmagens encerradas semana passada. No elenco estão Thiago Rosseti, Marcos Caruso e Jonas Bloch.

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade