X

0 Comentários

Críticas

Uma Mulher sob Influência

À deriva com Cassavetes

Por Luiz Joaquim | 20.07.2007 (sexta-feira)

norte-americano John Cassavetes (1929-1989) foi um ator, e pode-se dizer que os filmes que dirigiu eram filmes de ator. Não um diretor para quem a imagem cinematográfica é antes de tudo um enquadramento dentro da qual a performance pode ganhar um novo destaque. Nem um diretor cuja atuação do ator permite ser beneficiar da indigência formal do filme. Cassavetes opta pelo ator, e a partir dessa decisão cria sua própria estética. Ator e filme se retroalimentam e, nesse meio, Cassavetes encurala os personagens que dirige. Não é diferente em “Uma Mulher sob Influência” (A Woman Unde the Influence, EUA, 1973), que estréia em cópia restaurada no Cinema da Fundação.

É por essa especificidade que aqui , como nos outros 13 filme que dirigiu, a ficção parece fugir de sua convenção dando lugar à descoberta da intimidade dos atores, ou dos personagens. No caso, de “Uma Mulher…” temos a atriz Gena Rowlands (esposa do diretor aqui indicada ao Oscar pelo papel, e atualmente em cartaz no Sudeste em “Paris, Eu Te Amo”) como Mabel.

Mabel é a linda esposa de Nick (o excelente Peter Falk, de “Asas do Desejo”). Ele é um operário classe média, pai de três filhos pequenos, que vive num carrosel de emoções pela instalidade psicológica da esposa. Além da magnifica interpretação de Rowlands o interessante é observar a estrutura psicológica daqueles ditos normais aqui. Para perturbar essa idéia de normalidade, Cassavetes mostra toda a família num tom acima da espectativa que a platéia aspira de normalidade.

E o tempo das seqüências filmadas são primordiais para que estas diferenças sejam apresentadas com propriedado ao espectador. Um exemplo é espetacular sequência do jantar preparado por Mabel para os amigos de Nick; ou quando a câmera frenética persegue os atores impiedosamente pelo set.

São por esses planos insistentes sobre o ator que vemos a captação das falhas da improvisação e, ao invés de prejudicar, temos a visão da pessoa por trás do ator, da vida por trás da dramatização. É cinema de gente sobre gente. Em tempo: a cópia de “Uma Mulher sob Influência” é restaurada e tem legendas de Portugal, assim como outros filmes de Cassavetes: “Faces”, “Sombras”, “Noite de Estréia” e “A Morte de um Bookmaker Chinês”, que em breve devem chegar no Recife.

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade