X

0 Comentários

Digital

Nasce a plataforma streaming Supo Mungam Plus

Plataforma brasileira inicia em 16 de dezembro com filmes contemporâneos e obras clássicas e restaurada

Por Luiz Joaquim | 15.12.2020 (terça-feira)

– na foto acima, imagem de O doce amanhã, obra com a qual canadense Atom Egoyan ganhou o Grande Prêmio do Júri, o prêmio da crítica e o prêmio ecumênico em Cannes, além de ter concorrido ao Oscar de direção e roteiro adaptado em Hollywood.

É provável que o leitor já não tolere mais ouvir falar em mais uma nova plataforma streaming, mas a julgar pelo catálogo inicial (confira abaixo) que a distribuidora brasileira Supo Mungam Films está anunciando para a sua Supo Mungam Plus (clique aqui) – o ambiente da empresa no qual será ofertado filmes no formato streaming -, é possível que esse seja um serviço que você queria usufruir.

O foco da Supo Mungam Plus, cuja operação inicia amanhã (16), assim como sua distribuidora tradicional de filmes no Brasil, está em obras contemporâneas autorais, mas também passará por joias clássicas e outras mais recentes que receberam tratamento de restauro.

A curadoria da plataforma online promete apresentar, todos os meses, novidades aos assinantes, incluindo filme exclusivos e premiados nos mais importantes festivais do mundo.

– cena de “O Funeral das Rosas”

Para começar, o assinante da Supo Mungam Plus terá como companhia nesse natal pérolas que o CinemaEscrito recomenda, como O doce amanhã (1997) e Exótica (1994) de Atom Egoyan, Filhos da Guerra (1991), de Agnieszka Holland, Uma questão pessoal (2017), de Paolo & Vittorio Taviani, e O funeral das rosas (1969), de Toshio Matsumoto.

Encontrará também os bons Quando éramos bruxas, de Nietzchka Keene (com Björk), Wendy e Lucy, de Kelly Reichardt, Bamako, de Abderrahmane Sissako, Em trânsito, de Christian Petzold, Body, de Malgorzata Szumowska, Verão 1993, de Carla Simón, A camareira, de Lila Avilés, Um homem fiel, de Louis Garrel, Aqueles que ficaram, de Barnabás Tóth; e Nico, 1988, de Susanna Nicchiarelli, além de dezenas de outros filmes.

Disponível para qualquer cidade do Brasil, podendo ser acessada de forma simples e online  através de uma assinatura, a Supo Mungam Plus chega com já com um acervo que acena para a cinematografia de mais de 20 países como a França, Japão, Alemanha, Mali, Estados Unidos, China, Polônia, Itália,  Austrália,  México, Islândia, Tunísia, República Tcheca, Espanha e Canadá, entre outros.

Nas palavras de Gracie Pinto, diretora da Supo Mungam Films: “A criação da nossa plataforma de streaming é uma ideia que tenho desde 2017 e com o início deste projeto, uma extensão do nosso trabalho como distribuidora de filmes independentes, queremos apresentar essas obras para novos públicos assim como para quem deseja revê-los. É muito importante para mim, como mulher, também mostrar obras incríveis de grandes diretoras. Existem muitos filmes que merecem ser vistos, e às vezes ficam escondidos ou passam despercebidos, e nossa intenção é promover eles através da plataforma, para que se conectem com as pessoas, pois acreditamos que podem fazer parte da vida delas, assim como fazem da nossa”.

CUSTO – A Supo Mungam Plus disponibiliza sete dias grátis de degustação para o assinante. Já para ter o acesso ilimitado é preciso fazer uma assinatura mensal de R$23,90, ou anual, por R$199,90, com o assinante tendo acesso a todos os conteúdos da plataforma podendo assistir no computador, smartphone, tablet ou smart TV com os dispositivos conectados à internet. Todos os filmes possuem legenda e estão disponíveis em full HD.

A Supo Mungam Films é uma distribuidora de filmes independentes, criada em 2014 por Gracie Pinto e Pedro H. Leite. A origem do nome Supo Mungam vem de “magnum opus” (obra-prima, em latim).

 

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade