X

0 Comentários

Festivais

19ª Tiradentes (2016) – Premiados

Produção paulista vence em Tiradentes

Por Luiz Joaquim | 01.02.2016 (segunda-feira)

A produção paulista “Jovens Infelizes ou Um Homem que Grita não É um Urso que Dança”, de Thiago B. Mendonça, foi a grande vencedora do programa “Aurora” na noite de sábado, durante o encerramento da 19ª Mostra de Cinema de Tiradentes.

A escolha do júri oficial contemplou uma obra audaciosa, que se inspirou na irreverência da libertadora proposta do cinema moderno dos anos 1960 para mostrar um grupo de jovens artistas desejando mudar, pela arte, uma São Paulo cheia de conflitos sociais e urbanos.

“Ver esse trabalho sendo recebido da maneira como foi aqui, demonstra que a gente pode utilizar o cinema para as nossas lutas”, comentou Mendonça ao receber o troféu no Cine-Tenda. O diretor dedicou o prêmio ao “Movimento Mães de Maio”, que “continuam na batalha diária lá em São Paulo”, lembrou.

Ainda saíram contemplados “Noite Escura de São Nunca”(RJ), de Samuel Lobo, original do programa “Foco” (para curtas-metragens), e o longa baiano “Tropykaos”, de Daniel Lisboa, do programa “Transições”.

Já o júri popular elegeu o longa “Geraldinos” (RJ), de Pedro Asbeg e Renato Martins, e o curta “Madrepérola” (RS), de Deise Hauenstein. Enquanto que “Eclipse Solar”, de Rodrigo de Oliveira, levou o “Prêmio Aquisição Canal Brasil”.

JÚRI – O Júri oficial desta edição em Tiradentes foi formado pela professora e pesquisadora da UFPE, Angela Prysthon; pelo professor e pesquisador da Universidade Federal de São Carlos, Arthur Autran; pelo crítico e pesquisador, Carlos Alberto Mattos (RJ); pelo crítico Marcelo Ikeda (CE); e pelo jornalista Paulo Henrique Silva (MG).

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade