X

0 Comentários

Off Topic

O frevo é do mundo

Ritmo é celebrado na França

Por Luiz Joaquim | 06.12.2012 (quinta-feira)

“Não é uma vitória de Pernambuco. É uma vitória do Brasil”. Com estas palavras, o secretário chefe da Casa Civil, Tadeu Alencar, comentou por telefone o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade concedido ao Frevo. O reconhecimento foi anunciado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em Paris, no final da manhã de ontem (horário de Brasília).

Defendida na 7ª sessão do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, a expressão cultural pernambucana era o único símbolo brasileiro que concorria na assembleia da Unesco, na França. O Frevo concorreu pelo título com o canto budista de Ladakh (Índia), o trançado de chapéus de palha (Equador) e a luteria tradicional de violinos em Cremona (Itália), entre outras expressões.

“Logo após o resultado, uma aclamação emocionou no evento”, destacou Alencar, lembrando a presença da Ministra da Cultura, Marta Suplicy, no evento, junto a uma comitiva que incluía José Nascimento Júnior (Iphan), o senador Humberto Costa (PT), o deputado Fernando Ferro (PT) e Renildo Calheiros (prefeito de Olinda) entre outros.

“A ministra [da Cultura] fez menção ao frevo não apenas como uma expressão musical e da dança, mas também como um símbolo da insurgência na cultura pernambucana”. Para o secretário, “o frevo é uma das poucas expressões que resistiram a pasteurização dos costumes, que sepultam tradições culturais importantes”, refletiu.

Já o secretário executivo de cultura do Estado, Beto Silva, chamou a atenção para o valor do título como um estímulo para a salvaguarda e longevidade do ritmo. “Essa visibilidade internacional vai estimular a política pública a acompanhar ainda mais nossa cultura, além de nos ajudar na busca de recursos que possam preservar o acervo de música, gravações, apresentações populares, tudo aquilo, enfim, que pertence ao Frevo”, adiantou.

Para Silva, o título é uma vitória da comunidade pernambucana. “A vida do frevo é essencialmente mantida por agremiações carnavalesca. Por pessoas que o vive em seu cotidiano. E desde de 2008 que o Brasil não recebia tal reconhecimento”. Silva recorda que, no Brasil, o Frevo agora compartilha o título ao lado do Samba de Roda do Recôncavo e expressões artísticas da Amazônia.

Tadeu Alencar vê como emblemático que Pernambuco receba este prêmio em 2012. “Vivemos um grande momento de renascimento no Estado, do ponto de vista econômico, e nada mais natural do que ver este êxito represenado também pela cultura”, destacou.

Para comemorar a vitória, a Prefeitura do Recife preparou ontem uma folia que iniciou na Praça do Diário, cujo cortejo tinha como trajetória a ser concluída no Pátio de São Pedro, no Bairro de São José. A ação foi idealizada para que os recifenses e turistas pudessem festejar – junto a diversas orquestras, compositores, cantor

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade