X

0 Comentários

Críticas

Ligeiramente Grávidos

Amadurecendo às pressas

Por Luiz Joaquim | 21.09.2007 (sexta-feira)

A estrutura do roteiro de “Ligeiramente Grávidos” (knocked Up, EUA, 2007) não é diferente das outras comédias românticas que vemos por aí. O casal se enamora. Eles vivem um romance. Brigam, separam-se, e no final… Mas alguns elementos dão a esta nova produção de Jud Apataw (que também dirigiu o bom “O Virgem de Quarenta Anos”), um sabor agradável.

No caso o mocinho é um meninão de 23 anos, cuja ocupação, junto a quatro amigos, é produzir um página na internet que contabilize a quantidade de tempo em que estrelas passam peladas nos filmes. O gordinho e desmantelado Ben (Seth Rogen), depois de um noite de bebedeira numa boate, acaba na cama de Alison (Katherine Heigl), uma loira linda o suficiente para ser apresentadora do canal de entretenimento “E!”.

Acontece que nesse primeiro encontro, Alison fica grávida e aí temos duas horas de projeção para conhecer Ben em sua individualidade, Alison na sua individualidade e os dois tentando chegar num acordo em função da criança que vai nascer. O mote do enredo é atraente porque sabe-se que não é pequena a quantidade de casais que mal se conhecem enfrentando um gravidez inesperada. Mas os elementos que dão aqui um sabor agradável são outros.

Ben e os amigos, constantemente chapados, adoram cinema e da boca deles, como uma metralhadora, saem ótimas piadas sobre o tema. Há também aqui situações estranhas e pouco comum nos hollywoodianos (e por isso mais reais), como a tentativa do casal em praticar sexo com Alisson bem barriguda. Os atores pouco conhecidos também são um trunfo. A impressão deixada é que Rogen (simpátco) e Heigl (leve) são bons profissionais. O senão de “Ligeiramente Grávidos” é sua duração. Alguns trechos – em Las Vegas e a invasão de uma casa – acrescem quase nada para a atmosfera do filme. Apenas cansam.

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade