X

0 Comentários

Artigos

Nosso umbigo

Câmera clara 78

Por Luiz Joaquim | 14.09.2007 (sexta-feira)

Os filmes não rodam ao redor do nosso umbigo. Não foram feitos apenas para agradar especificamente a você ou a mim. É claro que precisamos de um parâmetro para definir se um filme é ou não é belo, forte ou decente. E esse parâmetro, indiscutivelmente, vêm das referências que temos da nossa vida. A questão é que boa parte daqueles que vêem um filme ficam no “gostei” ou “não gostei”, porque “para mim o filme não disse nada”. A explicação pode ser autêntica mas não é suficiente. Um filme, ou qualquer obra pretensamente artística, comunica por várias camadas de expressão e, uma observação mais cuidadosa sobre ela pode revelar informação bem mais transformadoras do que o “não me disse nada”. Muitas vezes o “não me disse nada” é apenas um reflexo de desinformação, pois tudo o que havia para ser dito foi dito no filme, mas alguns olhos e ouvidos não enxergaram nem escutaram. O que a crítica tenta fazer – eu disse ‘tenta’ – é ressaltar algumas dessas informações para os míopes e surdos. Mas nunca é demais relembrar que o cinema não é uma ciência e que os críticos não são máquinas (e, mais importante, nem devem agir como uma). Certa vez, um leitor da Folha de PE, me identificou na saída de um cinema e pediu para eu falar, como crítico, na lata, se o filme que acabáramos de assistir era bom. Eu disse, “vou responder como gente, e não como crítico”. Não sei se ele gostou.

xxxxxxxxxxxxxxxx

Televisão
O Instituto de Pesquisa sobre Televisão (ITV) criou um concurso que vai dar R$ 4 mil para a melhor tese de doutorado, R$ 2 mil para a melhor dissertação de mestrado, e R$ 1 mil para a melhor monografia de graduação realizados entre 2006 e 2007. O tema é “O Desafio de Construção de Conteúdo Original para a TV Digital”. Inscrições até 30 de outubro. Mais infos em www.ietv.gov.br

xxxxxxxxxxxxxxxx

Oscar para o Brasil
O Ministério da Cultura abriu inscrições para filmes que queiram concorrer como representantes do Brasil a pleitear o posto de representante oficial do País para brigar pelo Oscar de filme estrangeiro em 2008 (a 80ª). Neste 2007, nosso representante foi o pernambucano “Cinema, Aspirinas e Urubus”. Para 2008 a coluna arrisca um palpite: “O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias” (foto acima), do Cao Hamburger.

xxxxxxxxxxxxxx

É tudo verdade 2008
Pegue seu documentário e inscreva no 13º É Tudo Verdade 2008 (em 27 de março), que abriu inscrições até 10 de dezembro de 2007 . A novidade é que exigem ineditismo para o longa e médias. O trabalhos brasileiros concorrerão ao prêmio “Janela para o Contemporâneo”, de R$ 100 mil. Curtas-metragens não precisam ser inéditos para serem selecionados. www.etudoverdade.com.br

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade