X

0 Comentários

Festivais

Viennale (2019) – salas de cinema

Marcelo Ikeda faz um passeio pelas seis deslumbrantes salas de cinema da Viennale. E nos leva junto.

Por Marcelo Ikeda | 14.11.2019 (quinta-feira)

– na foto acima, de Marcelo Ikeda, exterior da Gartenbaukino.

As seis salas de cinema que compõem a programação da Festival Internacional de Cinema de Viena – a Viennale – são situadas no Centro Histórico de capital austríaca, com excelente localização, próximas dos principais locais turísticos dessa belíssima cidade. Assim, é possível ir de uma a outra sala simplesmente a pé, em distâncias curtas.

Mapa das salas de cinema

As salas que compõem a programação da Viennale são uma atração a parte. A principal delas é o Gartenbaukino, uma belíssima sala histórica com mais de 600 lugares e uma incrível tela abaulada que intensifica a projeção. Nesse cinema, de maior capacidade, são projetados os filmes de maior visibilidade e circulação, exibidos em grandes eventos, como a competitiva de Cannes. Nessa edição da Viennale, foram projetados filmes de autores como Assayas, Suleiman, Bonnello, os Irmãos Dardennes, Kiyoshi Kurosawa, Miike, Lou Ye, Porumboiu, Larrain, entre outros.

O cinema brasileiro também esteve presente nessa sala, com Bacurau (em duas sessões), Divino amor e A vida invisível. Todos os filmes exibidos no Gartenbaukino foram filmes de 2019, com a exceção de um único filme: Madame Satã (2002), de Karim Ainouz, como parte da mostra especial sobre o cinema brasileiro, que falaremos mais adiante.

Interior da Gartenbaukino (fotos: Marcelo Ikeda)

Duas outras belas salas complementam a programação. A Stadtkino e a Urania. Não há propriamente uma “hierarquia” entre as salas, já que alguns filmes são exibidos em mais de uma sala. Alguns dos filmes “maiores” da Gartenbaukino também são exibidos na Stadkino ou na Urania. Mas, em geral, é possível dizer que a programação dessas duas salas é composta de filmes mais arriscados que os da Gartenbaukino.

       

Aréa interna e externa da Stadtkino.

         

Aréa externa e interna da Urania 

Por sua vez, o Filmmuseum e as duas salas da Metro Kinokulturhaus são especialmente dedicadas às retrospectivas, sessões especiais e filmes ainda mais de nicho. Ao mesmo tempo, alguns dos filmes exibidos na Stadtkino ou Urania também são exibidos nessas salas. O Filmmuseum é quase todo dedicado a sessões especiais. Nesta edição da Viennale, o destaque foi para a retrospectiva O Partigiano, com filmes de diversos países europeus realizados no pós-Segunda Guerra que tematizaram a resistência contra o fascismo.

Filmmuseum

O Metro Kinokulturhaus é composto de duas salas. A maior delas, a extremamente charmosa Metro Historischer saal, exibe filmes das retrospectivas e alguns filmes da safra mais recente. A segunda sala, Eric Pleskow Saal, é uma sala menor, no segundo andar do Metro, também com retrospectivas e filmes mais arriscados. Essas três salas são menores em relação à Stadkino e à Urania mas são salas bem confortáveis, com ótimo padrão de imagem e som, sendo assim bastante acolhedoras.

Metro Kino (Historischal)

Nos 20 filmes que assisti em toda a programação da Viennale, não presenciei nenhuma falha técnica de imagem ou som, nenhum atraso grave ou interrupção da projeção. As sessões nas seis salas se dividem durante todo o dia, entre 11h e 23h. As sessões na parte da manhã, mesmo durante a semana, e de filmes sem nenhuma badalação midiática, como os da retrospectiva O Partigiani, no Filmmuseum, tinham um bom público.

Tive a felicidade de ver a sessão do Pedro Costa numa segunda-feira ao meio-dia no Gartenbaukino (uma sala de mais de 600 lugares), com cerca de metade da sala ocupada. Ou ainda uma sessão de Monos, no domingo às 23h, com a Stadkino quase lotada. Esses são alguns exemplos que mostram que a ousadia da programação não está desconectada com a procura do público pelo festival.

Exterior do Metro Kino

P.S. – No site das salas de cinema, é possível ver fotos de mais alta qualidade das salas e de sessões cheias. No entanto, achei simpático tirar eu mesmo algumas fotos com meu próprio celular, pois talvez passem uma imagem mais íntima do que são essas salas, apesar de visualmente mais amadoras.

Fields marked with an * are required

assine e receba
novidades por email

Mais Recentes

Publicidade