X

0 Comentários

Reportagens

Drive-in recifense, Cine-OP 2020 e Hollywood

Um drive-in para chamar de seu, no Recife; um CineOP online; e bons brasileiros votando no Oscar

Por Luiz Joaquim | 07.07.2020 (terça-feira)

Novo Drive-in no Recife 

No mundo inteiro, empresários atentos viram no isolamento social uma oportunidade para desdobrar (ou salvar) seu negócio – salas de cinema – numa outra modalidade de ambientação para a projeção cinematográfica: o Drive-in. No Recife, Paulo Menelau, da Moviemax Cinemas (Cine Rosa e Silva, Royal,  Eldorado, Camará) saiu na frente nessa empreitada.

Está participando, numa parceria com a curitibana Planeta Drive-In e a Agência Reality, do projeto que estrutura um drive-in a funcionar entre a Avenida Boa Viagem e a Antônio de Góes, no bairro do Pina.

A nota de divulgação fala da inauguração em 16 de julho. A programação ainda não foi definida, mas já há a informação de que sessões devem acontecer às 16h, 19h e 22h e que títulos como os medalhões Era uma vez em HollywoodSonic – O Filme1917 e Parasita podem ser ofertados.

As vendas deverão estar disponíveis já nesta quinta-feira (9), pelo site da Planeta Drive-in, ao salgado preço de R$ 80 por automóvel com até quatro pessoas.

15º CineOP (2020) abre inscrições

Estão abertas as inscrições para Filmes da Mostra Educação e Projetos Audiovisuais Educativos que serão exibidos e apresentados na programação do Encontro da Educação: XII Fórum da Rede Kino durante a realização 15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto, que acontece de 3 a 7 de setembro de 2020, em formato online. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site –– até o dia 20 de julho, às 23h59.

A Temática Educação da 15ª CineOP vai enfocar “Telas e Janelas: Tempo de Cuidado, Delicadeza e Contato” com o propósito de abordar de um modo particular a relação das telas e janelas com este tempo que requer cuidado, delicadeza e outras formas de contato. Considerando que talvez como nunca na história, o cinema tenha estado tão presente nas diferentes telas que circulam em boa parte dos espaços, sejam eles domésticos ou públicos, as janelas foram ressignificadas, tornando-se um novo marco de enquadramento por onde se vê o mundo de modo direto, mas à distância, e por onde ainda é possível registrá-lo.

Poderão ser inscritos filmes brasileiros e latino-americanos, de até 3 minutos, produzidos em contexto educacional – por estudantes, professores, professoras ou cineastas, vinculados a escolas/instituições públicas de educação básica e de ensino não-formal. Produções internacionais deverão obrigatoriamente conter legenda em português.

Cristina Amaral

Tem Brasil em Hollywood 

Semana passada (1º/7), a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood convidou 819 novos profissionais, de 69 países, para integrar a entidade, fazendo parte do grupo que elege os vencedores do Oscar. Do Brasil, aparecem os produtores Mariana Oliva e Tiago Pavan, Democracia em vertigem; e documentarista Julia Bacha, além de Vincent Carelli, franco-brasileiro da produtora Vídeo nas Aldeias. Também representam o país o animador gaúcho Otto Guerra e a montadora Cristina Amaral (grande parceira de Andrea Tonacci, Carlos Reinchenbach e Edgar Navarro, entre outros). Veja aqui a lista completa.

Nenhum campo encontrado.

Mais Recentes

Publicidade